Mulher xinga homem negro de macaco e diz ter “carta branca” para ofendê-lo (vídeo)

Uma mulher branca disparou ofensas racistas contra negros no distrito de Jabaquara, na cidade de São Paulo, e ameaçou com processo o homem que gravou os ataques. Com a câmera na mão, é Leandro Eusdacio foi xingado de "macaco". Ela disse que xinga ele o "quanto quiser". "Eu tenho carta branca"

Mulher disparas ofensas contra negro e outro rapaz que filmou a cena também vira alvo de ataques
Mulher disparas ofensas contra negro e outro rapaz que filmou a cena também vira alvo de ataques (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma mulher branca disparou ofensas racistas contra negros no distrito de Jabaquara, na cidade de São Paulo, e ameaçou com processo o homem que gravou os ataques. Com a câmera na mão, é Leandro Eusdacio foi xingado de "preto", "macaco", "orangotango", "chimpanzé", "lixo" e "fedido". 

O caso ganhou repercussão neste domingo (13), mesmo dia em que  o jogador Neymar reagiu a uma ofensa racista de um jogador branco do Olympique de Marselha, o espanhol Álvaro González, que teria xingado o brasileiro de "macaco".

Ao ver o rapaz com a câmera na mão, a mulher afirmou que xinga ele o "quanto quiser". "Eu tenho carta branca. Não te devo nada, você não é da família. Filmar os outros sem autorização eu pego dinheiro", disse ainda a mulher, que não foi identificada.

Ver essa foto no Instagram

COMPARTILHEM - ESSA MULHER PRECISA SER IDENTIFICADA E PUNIDA. Segundo relatos, ela faz isso sempre com moradores do Jabaquara. Ofende Negros, mesmo que sejam crianças, e nada é feito. Na tarde de hoje, Leandro Eusdacio que mora em diadema, São Paulo. Se deparou com essa mulher em uma rua no Jabaquara ao buscar seu filho na casa de sua irmã, e percebeu que ela estava ofendendo de forma gratuita outros negros. Ao notar o que estava acontecendo, ele resolveu gravar, já que não existia outra coisa à se fazer naquele momento, então começou à filmar o que ela estava fazendo com outras pessoas, e passou a ser atacado também. Extremamente agressiva e soberba, ela disparou ofensas racistas e palavrões como vocês podem perceber no vídeo. Chamou de MACACO, chimpanzé, fedido... Leandro em nenhum momento ofendeu à mulher ou encostou à mão nela. O que mais entristeceu Antonio, é que ele estava com seu filho pequeno, e essa mulher não mediu palavras. A soberba em dizer "Eu tenho carta branca", é o que coloca uma grande reflexão. "Carta branca" = Carta do Poder. Muitos ainda insiste em dizer que racismo não existe, mas olha mais uma prova aí. Compartilho com o intuito dela ser identificada e punida dentro da Lei. Para sorte dela, esse ato não aconteceu na minha presença ✌🏾 Fogo e Porrada nos RACISTAS! 🔥 #racismo #justica #vidasnegras #vidasnegrasimportamsim #negros #negras

Uma publicação compartilhada por Revista Ébano Brasil (@revistaebanobrasil) em

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email