"Não podemos chamar de Forças Armadas uma meia dúzia de generais entreguistas", diz Haddad

Em duro discurso no lançamento da campanha #MoroMente, Fernando Haddad criticou a postura anti-nacional das Forças Armadas brasileiras; "Não podemos chamar de Forças Armadas uma meia dúzia de generais entreguistas. Não podemos chamar de Forças Armadas quem desonra a farda e desonra o Brasil", disse Haddad

(Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-prefeito Fernando Haddad participa na noite desta segunda-feira, 19, do lançamento da campanha #MoroMente, da Associação Brasileira Juristas pela Democracia (ABJD), na Faculdade de Direito do Largo de são Francisco. 

Em discurso durante o ato, Haddad fez duras críticas à posição de uma parcela de militares das Forças Armadas brasileiras, que tem apoiado as políticas anti-nacionais do governo de Jair Bolsonaro. 

"A gente fica atônito com o comportamento dos militares bolsonaristas. Porque a gente precisa chamar as coisas pelo nome. Não podemos chamar de Forças Armadas uma meia dúzia de generais entreguistas. Não podemos chamar de Forças Armadas quem desonra a farda e desonra o Brasil", disse Haddad. 

Além de advogados, juízes, promotores integrantes da ABJD, também participam do ato líderes políticos de oposição ao governo de Jair Bolsonaro, como a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann; o presidente do Psol, Juliano Medeiros, o líder do MTST Guilherme Boulos entre outros (leia mais no Brasil 247). 

Assista a trecho dao discurso de Fernando Haddad: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email