No Rio, Dilma rasga elogios a Cabral e Paes

Inspirada, presidente comemorou a marca de 1,5 milho de pessoas beneficiadas no plano federal Brasil sem Misria; nmero possvel pela integrao com trs programas sociais do estado e da prefeitura, disse em seu discurso no Palcio Guanabara, nesta quinta

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A presidente Dilma Roussef está no Rio de Janeiro para cumprir agenda presidencial no estado, nesta quinta-feira (26). Em cerimônia no final da manhã, rasgou elogios ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e ao prefeito Eduardo Paes durante discurso de pouco mais de 20 minutos - muito mais do que costuma falar em cerimônias oficiais. E não podia ser diferente. Além de aliados do seu governo, o Rio de Janeiro é o estado com maior responsabilidade em fazer o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) acontecer, na prática, com resultados visíveis.

Os elogios, que passam da linha da fidalguia, foram feitos primeiramente a Cabral, antes mesmo de dizer qualquer coisa sobre a marca de 1,5 milhão de pessoas beneficiadas pelo Plano Brasil sem Miséria, do governo federal integrado aos programas Renda Melhor, Cartão Família Carioca e Bolsa Família.

"Queria iniciar cumprimentando o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, cumprimentando pela entonação da voz e harmonia. E também o governador é de uma família que conseguia, através da música, sintetizar os dramas dos brasileiros e das brasileiras, em especial, no Rio de Janeiro. Então, eu cumprimento o Sérgio não só por ser um dos grandes parceiros do governo federal, mas também por ser esta pessoa sensível, e eminentemente brasileiro e carioca", enfatizou Dilma.

Em seguida, os elogios foram para o prefeito Eduardo Paes, quando começou a falar dos prefeitos do estado.

"Mas eu queria dirigir um cumprimento especial para este parceiro, que é o prefeito Eduardo Paes. Primeiro, porque eu reconheço no Eduardo Paes duas características essenciais para este momento em que o Brasil vive. Primeiro, uma imensa capacidade de trabalho, uma imensa capacidade de se mobilizar e mobilizar as pessoas, não só do seu governo, mas as pessoas do governo do estado e do governo federal. E segundo, a capacidade do Eduardo de elaborar políticas, de focar nos resultados, de ter clareza do que objetiva nesse processo.", discorreu Dilma.

Sobre o programa, enalteceu a participação feminina e disse que é exemplo de distribuição de renda com crescimento econômico. "O Brasil sem Miséria, a nossa compreensão de que era fundamental construir políticas, são tecnologias, verdadeiras tecnologias que fazem diferença, sim, porque nós, hoje, somos capazes de dar este exemplo e de dar este conhecimento para outros países do mundo. São tecnologias de retirar da pobreza milhões de brasileiros.", disse.

Elogiou Lula, mais uma vez. "Por fim, eu queria falar sobre as mulheres. Eu acho que nesse programa tem uma terceira tecnologia que ela é fantástica. É perceber – e aí é mérito do Lula, a gente tem de dar mérito ao Lula, acho que também, pela importância que a mãe sozinha teve na própria educação dele. Eu sou testemunha que ele insistiu que quem tinha de receber o Bolsa Família, foi um homem que fez isso, eram as mães. E fazer com que as mães recebam é porque as mães são as responsáveis pela família, acredito que aqui no Brasil e nos outros países do mundo – a relação da mãe com seu filho", disse.

E terminou, com mais elogios à dupla de governantes aliados.

"E eu concluo agradecendo ao Sérgio Cabral, agradecendo ao Eduardo Paes por uma das melhores relações de parceria que o governo federal construiu nos últimos anos. Muito obrigada, Sérgio. Muito obrigada, Eduardo", finalizou a presidente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email