"Ou a Petrobrás é do Brasil ou o Brasil não é mais nosso", diz Requião

Candidato ao governo do Paraná defende mobilização em defesa da Petrobrás em poder dos brasileiros

www.brasil247.com - Roberto Requião e fachada da Petrobras
Roberto Requião e fachada da Petrobras (Foto: Eduardo Matysiak | Agência Brasil)


247 - O ex-governador Roberto Requião (PT), pré-candidato ao governo do Paraná, usou as redes sociais para defender uma mobilização nacional contra o desmonte da Petrobrás. “Ou a Petrobras é do Brasil, ou Brasil não é mais nosso!”, postou Requião no Twitter. Nesta terça-feira (29), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também voltou a defender a estatal dos ataques que visam entregar a companhia nas mãos de acionistas privados em detrimento da população. 

“A elite brasileira colonizada nunca aceitou a independência, e muito menos soberania. Tentar fazer o que nós fizemos, uma política de fortalecer as empresas nacionais e uma política de inclusão social, não pode ser aceito com facilidade. É preciso que a gente encontre uma narrativa. A primeira coisa que eles fizeram para destruir a Petrobrás foi contar todas as mentiras que eles contaram, a ponto de trabalhadores da Petrobrás que têm orgulho dessa camisa laranja, não conseguirem entrar em um restaurante porque eram chamados de 'ladrões'. Eles conseguiram construir na sociedade brasileira a ideia de que foi o roubo da Petrobrás que a permitiu ter prejuízo", disse Lula nesta terça-feira durante um encontro com petroleiros. 

Nesta semana, Jair Bolsonaro voltou a trocar o comando da Petrobrás ao substituir o general Joaquim Silva e Luna pelo economista Adriano Pires, que já defendeu a privatização da companhia. Na conversa em que convenceu Pires a aceitar o cargo, o atual ocupante do Palácio do Planalto teria prometido privatizar a estatal caso seja reeleito.

Confira a postagem de Roberto Requião.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247