Paes suspende reajuste na tarifa de ônibus no Rio

Em meio a um imbróglio com o prefeito eleito Marcelo Crivella, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, decidiu cancelar o reajuste nas tarifas dos ônibus a partir de 1º janeiro; "Tendo em vista as manifestações do vice-prefeito eleito e futuro secretário municipal de Transportes, Fernando Mac Dowell, contra o reajuste anual das tarifas de ônibus da cidade do Rio de Janeiro, uma obrigação estabelecida no contrato de concessão, a Secretaria municipal de Transportes decidiu não publicar a resolução de mudança do valor", disse a secretaria em nota

Rio de Janeiro - Coletiva de imprensa com o prefeito Eduardo Paes, para falar sobre o vazamento da conversa entre ele e o ex-presidente Lula (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Coletiva de imprensa com o prefeito Eduardo Paes, para falar sobre o vazamento da conversa entre ele e o ex-presidente Lula (Tânia Rêgo/Agência Brasil) (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - Em meio a um imbróglio com o prefeito eleito Marcelo Crivella, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, decidiu cancelar o reajuste nas tarifas dos ônibus a partir de 1º janeiro.

Abaixo a nota divulgada pela Secretaria Municipal de Transportes nesta tarde.

"Tendo em vista as manifestações do vice-prefeito eleito e futuro secretário municipal de Transportes, Fernando Mac Dowell, contra o reajuste anual das tarifas de ônibus da cidade do Rio de Janeiro, uma obrigação estabelecida no contrato de concessão, a Secretaria municipal de Transportes decidiu não publicar a resolução de mudança do valor. De acordo com a fórmula parimétrica, a tarifa do Bilhete Único Carioca passaria a ser de R$ 3,95, com um reajuste de 3,59%, valor bem abaixo da inflação de 6,58% acumulada nos últimos 12 meses pelo IPCA-E. Apesar de defender o cumprimento do contrato, o prefeito Eduardo Paes entende que no momento é necessário respeitar a decisão do prefeito eleito Marcelo Crivella e sua equipe".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email