Pela descriminalização, protesto "planta" maconha

No dia mundial da maconha, 420 rplicas da folha foram colocadas em faixa de areia, nesta sexta-feira, na praia de Copacabana, zona sul do Rio; ativistas pedem agilidade na votao do artigo 28, da Lei de Txicos, pelo STF

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Cannabis sativa. Esta é nome da planta que levou para as areias de Copacabana, na zona sul do rio, manifestação pacífica que cobra posição do Superior Tribunal Federal (STF) decisão sobre a descriminalização do uso da maconha, na manhã desta sexta-feira. Dia 20 de abril é o dia mundial da maconha. Para lembrar a data, integrantes do movimento Rádio Legalize colocaram 420 réplicas da folha vegetal nas areias da praia, em frente ao Hotel Copacabana Palace.

A manifestação pró-maconha pede agilidade no julgamento, pelo STF, sobre a constitucionalidade do artigo 28 da Lei de Tóxicos. O dispositivo legal tipifica como crime o ato de consumir a droga. A representação na faixa de areia entre os postos 2 e 3 significa a prisão de pessoas que consumiram maconha. No Brasil, em geral, usuários presos são punidos pela Justiça com penas que restringem direitos, não determinam reclusão em regimes semi-abertos ou fechados. A Lei dos Tóxicos, como vem sendo chamada,  não diferencia quantitativamente o usuário do traficante; esta é o argumento-mestre dos manifestantes em prol da legalização da maconha.

O grupo  que promoveu o protesto em Copacabana é conhecido por organizar a "Marcha da Maconha" no Rio de Janeiro. Em 2011, o evento reuniu cerca de cinco mil pessoas em Ipanema, na zona sul fluminense. No mesmo mês, em São Paulo, a Justiça proibiu a manifestação.

No ano passado julgaram a constitucionalidade da Marcha da Maconha. A descriminalização ainda está distante, mas é uma luta diária. Entrar na pauta do STF já é de grande importância como um passo para descriminalizar o usuário da maconha", disse o jornalista Raony Mouchoque, do movimento Rádio Legalize, ao Jornal do Brasil.

No ato, além da distribuição de folhetos informativos, o grupo convida para a Marcha da Maconha que acontece no Rio no dia 5 de maio, no Arpoador, zona sul carioca. Na praia de Icaraí, em Niterói, evento acontecerá no final de semana seguinte, dia 12.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email