Penas de Cabral já somam 72 anos

Condenado pela terceira vez na Lava Jato nesta sexta (20), o ex-governador do Rio Sérgio Cabral já acumula 72 anos em condenações; desta vez, o juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, o condenou a 13 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Mascate

Sergio Cabral 
Sergio Cabral  (Foto: Giuliana Miranda)

Rio 247 - O ex-governador Sérgio Cabral foi condenado pela terceira vez na Lava Jato, nesta sexta-feira (20).

Desta vez, o juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, o condenou a 13 anos de reclusão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Mascate.

Somadas as três sentenças, Cabral tem 72 anos de prisão para cumprir, se as penas forem mantidas em outras instâncias. O ex-governador está preso desde novembro do ano passado e foi alvo de duras críticas do juiz Bretas na sentença.

"Como agente político, desviou-se de suas nobres atribuições conferidas por voto popular para se dedicar a práticas delituosas reiteradas por anos, beneficiando-se do dinheiro público desviado e branqueado por sua organização criminosa, revelando dolo intenso no seu agir. (...) Ainda que não se possa afirmar que o comportamento deste condenado seja o responsável pela excepcional crise econômica vivenciada por este Estado, é indubitável que os episódios de corrupção tratados nestes autos diminuíram significativamente a legitimidade das autoridades estaduais na busca para a solução da crise atual", escreveu o magistrado.

As 3 condenações:
- Lava Jato em Curitiba: condenado pelo juiz Sérgio Moro a 14 anos de prisão
- Calicute: condenado por Marcelo Bretas a 45 anos de prisão
- Mascate: condenado por Bretas a 13 anos de prisão

As informações são de reportagem de Marcelo Gomes no G1.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247