Perimetral é posta abaixo em menos de três segundos

Um novo trecho do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, foi implodido na manhã deste domingo (20). Para efetivar a demolição de 300 metros do viaduto, entre a Marinha e a Polícia Federal, na altura da Praça Mauá, foram empregados 250 quilos de explosivos; os cerca de 4 mil metros cúbicos de concreto foram implodidos em menos de três segundos; a implosão faz parte de um projeto de recuperação da área degradada da Zona Portuária; quando o projeto for concluído, um túnel substituirá a Perimetral e a Rodrigues Alves será transformada em uma via expressa

Um novo trecho do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, foi implodido na manhã deste domingo (20). Para efetivar a demolição de 300 metros do viaduto, entre a Marinha e a Polícia Federal, na altura da Praça Mauá, foram empregados 250 quilos de explosivos; os cerca de 4 mil metros cúbicos de concreto foram implodidos em menos de três segundos; a implosão faz parte de um projeto de recuperação da área degradada da Zona Portuária; quando o projeto for concluído, um túnel substituirá a Perimetral e a Rodrigues Alves será transformada em uma via expressa
Um novo trecho do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, foi implodido na manhã deste domingo (20). Para efetivar a demolição de 300 metros do viaduto, entre a Marinha e a Polícia Federal, na altura da Praça Mauá, foram empregados 250 quilos de explosivos; os cerca de 4 mil metros cúbicos de concreto foram implodidos em menos de três segundos; a implosão faz parte de um projeto de recuperação da área degradada da Zona Portuária; quando o projeto for concluído, um túnel substituirá a Perimetral e a Rodrigues Alves será transformada em uma via expressa (Foto: Camila Nunes)

Rio 247- Um novo trecho do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária do Rio de Janeiro, foi implodido na manhã deste domingo (20). Para efetivar a demolição de 300 metros do viaduto, entre a Marinha e a Polícia Federal, na altura da Praça Mauá, foram empregados 250 quilos de explosivos. Os cerca de 4 mil metros cúbicos de concreto foram implodidos em menos de três segundos. A operação foi realizada às 7h.

A implosão faz parte de um projeto de recuperação da área degradada da Zona Portuária. Quando o projeto for concluído, um túnel substituirá a Perimetral e a Rodrigues Alves será transformada em uma via expressa. No ano passado, o primeiro trecho do elevado foi implodido mediante o uso de 1,2 mil quilo de explosivos.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, comemorou a implosão. "É uma alegria muito grande ver esse espaço da cidade ser devolvido. Praticamente toda a Perimetral já foi demolida, sendo que a parte mais complexa será perto da Rodoviária. Eu acho que a gente passou muito tempo no Rio reclamando pelo que não era feito e agora a gente reclama pelo que está sendo feito. A gente sabe que isso causa transtornos, mas são obras de mobilidade. Quando você faz tudo o que tinha que ter sido feito há 50 anos, isso causa transtornos. Vale a pena andar pela praça XV e ver a diferença. A gente vai começar a urbanização e espero que na festa dos 450 anos do Rio a gente já entregue parte da obra", disse ao portal G1. Segundo ele, esta deve ser a última implosão prevista no projeto.

O trabalho de limpeza do local começou logo após o trecho do elevado vir abaixo. A previsão é que o trânsito na área seja normalizado até a madrugada desta quinta-feira (24). O material removido será reaproveitado me obras na própria Zona Portuária e na pavimentação de ruas da região. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247