Pesquisador do Datafolha é agredido com socos por bolsonarista no interior de SP

Caso é mais um na atual escalada de hostilidade contra profissionais do instituto de pesquisa

www.brasil247.com - Bolsonarista Rafael Bianchini, que agrediu pesquisador do Datafolha em Ararinha (SP)
Bolsonarista Rafael Bianchini, que agrediu pesquisador do Datafolha em Ararinha (SP) (Foto: Reprodução/Facebook)


247 - Um pesquisador do Datafolha foi agredido por um apoiador de Jair Bolsonaro nesta terça-feira (20) na cidade de Ariranha (SP).

Segundo a Folha de S. Paulo, o pesquisador entrevistava uma pessoa, quando o bolsonarista identificado como Rafael Bianchini se aproximou e, aos gritos, passou a exigir que também fosse ouvido para o levantamento. "Só pega Lula" e "vagabundo" foram termos gritados pelo bolsonarista no meio da rua.

O pesquisador do Datafolha foi atingido pelas costas, e o tablet usado para a entrevista foi derrubado ao chão. Quando o pesquisador reagiu às agressões, ele passou também a ser atacado por um filho do bolsonarista.

"O pesquisador estava desempenhando seu trabalho e foi covardemente agredido fisicamente. Nada justifica qualquer tipo de agressão. Estamos acompanhando um aumento da hostilidade em relação aos pesquisadores e isso é muito preocupante", afirma Luciana Chong, diretora do Datafolha.

O pesquisador do instituto foi atendido num pronto-socorro da cidade e liberado em seguida. O caso foi registrado na delegacia local. "Foi registrado o boletim de ocorrência e isso deve ser investigado pela polícia. Deve resultar numa ação penal", disse o advogado da Folha Luís Francisco Carvalho Filho.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email