Pimentel é absolvido em processo e delatora pode ser denunciada coletivamente

A delatora Danielle Fonteles pode ser denunciada coletivamente, por causa de acusações contra o ex-governador de Minas Fernando Pimentel (PT), absolvido em processo no TRE-MG

Fernando Pimentel
Fernando Pimentel
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A delatora Danielle Fonteles pode ser denunciada coletivamente, por causa de acusações contra o ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT), absolvido nesta quarta-feira (22) pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) por suspeita de desvio de dinheiro durante campanha eleitoral ao Senado, em 2010. De acordo com a denúncia, o então candidato teria contratado os serviços da Pepper Comunicação pelo valor de R$ 1,5 milhão, que teria sido omitido na prestação de contas da campanha. Danielle é dona da empresa.

Cerca de R$ 90 mil do valor foi pago pelo comitê de campanha e registrado nas contas da campanha. O restante foi dividido para pagamento de quatro empresas. E eram esses serviços o objeto da acusação. 

A mulher do ex-governador, Carolina Pimentel, foi investigada por supostamente ser sócia-oculta da empresa Pepper Comunicação, mas não foi incluída no processo.

Conforme o portal G1, o advogado de Pimentel, Eugênio Pacelli, disse que "é infinitamente preferível absolver quem pode ser culpado do que condenar um inocente. Não havia e nem nunca houve prova de culpa".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247