PM de Tarcísio agride manifestantes contra privatização da Sabesp em São Paulo (vídeo)

Vivian Mendes, líder do partido Unidade Popular, foi detida na Assembleia Legislativa paulista. Mais três manifestantes foram algemados. PMs usaram cassetetes e spray de pimenta

(Foto: Reprodução/X)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Manifestantes contrários à privatização da Companhia do Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) foram agredidos por policiais militares na Assembleia Legislativa, onde parlamentares votam a privatização da empresa nesta quarta-feira (6). 

Vivian Mendes, líder do partido Unidade Popular, e candidata ao Senado por São Paulo nas últimas eleições, foi detida. Mais três manifestantes foram algemados.

continua após o anúncio

"Os deputados da base de Tarcísio provocaram os manifestantes contra a privatização da água. A polícia começou a agredir os manifestantes. E como a PM não dialogava, as mulheres foram à frente para proteger os seus. Então a PM agrediu as mulheres com cassetetes. Uma companheiro ficou com sangue pingando do rosto", disse uma militante. 

Policiais usaram cassetetes e spray de pimenta. Manifestantes bateram nos vidros, em protesto contra a proposta defendida pelo governo Tarcísio de Freitas (Republicanos). O presidente da Assembleia, André do Prado (PL), suspendeu a sessão e a galeria foi esvaziada. 

continua após o anúncio

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247