PM suspeito de estupro pode ter feito mais vítimas

Denncias annimas apontam que o cabo Frank Cimar Barbosa de Oliveira autor de outros crimes;ele fugiu pela porta da frente de delegacia da zona oeste, aps priso em flagrante por estupro, no ltimo domingo;polcia emitiu alerta para evitar fuga do estado do Rio

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O policial militar PM Frank Cimar Barbosa Frank Cimar Barbosa de Oliveira Souza, é suspeito de estuprar mais de 20 mulheres em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ele foi preso após estuprar jovem, no mesmo bairro, na noite do último domingo (8), mas fugiu pela porta da frente da 35a. Delegacia de Polícia de Campo Grande. O cabo continua foragido há quase uma semana e Justiça decretou sua prisão. Desde o dia do crime, o Disque-Denúncia já recebeu mais de 20 ligações sobre o caso.

Segundo a Polícia Civil, Frank Cimar trabalha no 17º BPM (Ilha do Governador) e será acusado de sequestro, estupro, de ameaçar a vítima e outras testemunhas.

Após a fuga, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fechou o cerco rodoviário para evitar fuga do suspeito da cidade; a Infraero também foi alertada para possível fuga pelos dois aeroportos do Rio.

De acordo com a PRF, o alerta vale para todos os postos no estado. Além de fiscalizar carros, motos e veículos de cargas, os agentes também vão vistoriar ônibus de linhas intermunicipais e interestaduais.

Na última terça-feira (17), um policial civil foi detido com arma registrada em nome do cabo. Segundo a polícia, a espingarda calibre 12 estava no carro do agente, levado para a 35ª DP (Campo Grande), onde foi autuado por porte ilegal de arma e liberado em seguida. A Polícia Civil informou que o inspetor foi afastado do cargo para uma função no Setor Pessoal de Serviços Diversos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email