Polícia apreende armas de empresário bolsonarista que lambeu cano de escopeta e defendeu golpe

Mandado de busca e apreensão contra o empresário bolsonarista José Sabatini foi cumprido por agentes do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP)

www.brasil247.com - José Sabatini
José Sabatini (Foto: Reprodução)


247 - Policiais do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram mandado de busca e apreensão contra o empresário bolsonarista José Sabatini, que gravou um vídeo lambendo o cano de uma escopeta e defendendo um golpe de Estado por parte de Jair Bolsonaro (PL). De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, os agentes apreenderam duas armas de fogo em um endereço de Sabatini no município de Artur Nogueira, no interior de São Paulo.

As armas de fogo já haviam sido apreendidas em março do ano passado, após o bolsonarista divulgar um vídeo ameaçando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas de intenção de voto à Presidência da República. Apesar de Lula registrar queixa-crime por injúria, calúnia e difamação, o caso foi arquivado. 

Ainda segundo a reportagem, o delegado-geral da Polícia Civil, Osvaldo Nico Gonçalves, informou que Sabatini recebeu as armas de volta no último dia 21 após uma decisão judicial. Ele gravou o vídeo em que aparece lambendo o cano da escopeta e defende um golpe de Estado no mesmo dia. 

"Mesmo com a licença das armas, a exposição delas [na rua] é indevida. Precisa esconder a arma, não pode fazer o que ele fez. Estamos avaliando o que poderá ser feito ainda [com o empresário]", disse o delegado. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247