Polícia de Witzel mata trabalhador com tiros na cabeça na Barreira do Vasco

Repercute com intensidade a denúncia de que um morador da Barreira do Vasco, comunidade do Rio de Janeiro, foi baleado e morto quando chegava do trabalho. "Segundo informações dos moradores, não havia operação na comunidade no momento do ocorrido, mas afirmam que policiais atiraram", informa Rene Silva, do Voz da Comunidade

(Foto: Reprodução)

247 - Moradores da comunidade de Barreira do Vasco, no Rio de Janeiro, denunciam que a polícia do governo de Wilson Witzel fez mais uma vítima inocente, e desta vez com tiros na cabeça. 

Um morador teria sido atingido por policiais quando chegava do trabalho. As fotos e vídeos do corpo estendido no chão têm circulado nas redes sociais por comunicadores de favelas, como Rene Silva, do Voz da Comunidade.

"O rapaz de 26 anos trabalhava num bar da Lapa, mas levou dois tiros na cabeça ao chegar do trabalho por volta de 7h da manhã na favela Barreira do Vasco, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio. Video envido por moradores da região", informou Rene.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247