Polícia do Rio investiga morte de escritor dominicano que escreveu livro sobre Marielle Franco

A polícia apura a morte do escritor e capoeirista Leuvis Manuel Olivero, assassinado enquanto andava em uma rua no Bairro da Tijuca, zona norte do Rio

www.brasil247.com - Escritor Leuvis Manuel Olivero Ramos
Escritor Leuvis Manuel Olivero Ramos (Foto: Reprodução (Globo))
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A polícia apura a morte do escritor e capoeirista Leuvis Manuel Olivero, 38 anos, assassinado no dia 10 de outubro enquanto andava em uma rua no Bairro da Tijuca, zona norte do Rio. Os tiros partiram de dentro de um carro, de acordo com testemunhas. 

Amigos do capoeirista fizeram um protesto no domingo (17) pelo assassinato. O ato aconteceu no lugar onde o crime ocorreu. Os amigos pediram empenho das autoridades na solução do caso.

Leuvis nasceu na República Dominicana, mas tinha cidadania norte-americana. O corpo de Leuvis será enterrado nos Estados Unidos, com data não confirmada, segundo o portal G1

PUBLICIDADE

O escritor vivia no Brasil há quase 10 anos e aqui ele teve um filho. Atualmente, o escritor morava com uma namorada brasileira.

O escritor tinha onze livros publicados, um deles em homenagem à vereadora Marielle Franco, morta pelo crime organizado em março de 2018.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email