Polícia prende secretário de Educação do Rio e procura filha de Roberto Jefferson

Autoridades policiais foram às ruas nesta sexta-feira (11) para cumprir um mandado de prisão contra a ex-deputada Cristiane Brasil, filha do ex-deputado Roberto Jefferson. Estão sendo investigados supostos desvios de dinheiro envolvendo o governo do Rio e a prefeitura da capital fluminense. Secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes foi preso

Cristiane Brasil, Pedro Fernandes e Roberto Jefferson
Cristiane Brasil, Pedro Fernandes e Roberto Jefferson (Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados | Divulgação | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Autoridades policiais foram às ruas nesta sexta-feira (11) para cumprir um mandado de prisão contra a ex-deputada federal Cristiane Brasil, filha do ex-deputado federal Roberto Jefferson, que não é alvo da Operação Catarata. Estão sendo investigados supostos desvios em contratos de assistência social no governo do estado e na Prefeitura do Rio. O secretário estadual de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, foi preso. Outras três pessoas foram presas.

Os contratos sob investigação, firmados entre 2013 e 2018, custaram quase R$ 120 milhões aos cofres públicos. De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), sobre os serviços contratados eram cobradas vantagens indevidas que variaram de 5% a 25% do valor acertado.

Cristiane foi secretária de Envelhecimento Saudável da Prefeitura do Rio. Também foi nomeada ministra do Trabalho no governo Michel Temer, mas teve a posse suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao receber ordem de prisão, Fernandes apresentou um exame positivo de coronavírus, o que transformou a prisão preventiva em domiciliar.

Na primeira etapa da operação, em julho de 2019, a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) prenderam sete pessoas suspeitas de fraudar licitações da Fundação Estadual Leão XIII, da qual Fernandes foi presidente.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247