Polícia prende traficante Polegar no Paraguai

Apontado como chefe do trfico de drogas do Morro da Mangueira, bandido um dos mais procurados pela polcia aps escapar de cerco com 80 homens durante ocupao do complexo do Alemo, em dezembro de 2010



Rio 247 _ Um dos traficantes mais procurados pela polícia, Alexander Mendes da Silva, o Polegar, apontado como chefe da facção do tráfico de drogas no Morro da Mangueira, foi preso nesta quarta-feira (19), no Paraguai. Polegar é considerado um dos quatro mais importantes chefes do tráfico do RJ que ainda estava foragido.

O acusado estava no Conjunto de Favelas do Alemão durante operação de retomada do morro, em dezembro de 2010, mas conseguiu fugir. Cerca de 80 policiais participaram do cerco, que levou um grupo de bandidos a escapar pelo terreno do antigo estande de tiros do Exército, localizado nos fundos do Jardim Zoológico do Rio.

Polegar estava refugiado no Complexo do Alemão após fuga da Casa do Albergado Crispim Ventino, em Benfica, no dia 14 de agosto de 2009, quando cumpria pena em regime semi-aberto. No Alemão, ele recebeu do traficante Pezão o comando de vários pontos de drogas com lucro altíssimo, segundo informações do Disque Denúncia, que oferecia R$ 2 mil de recompensa pela sua captura.

Recentemente, Polegar e outros sete laranjas foram denunciados pelo Ministério Público, onde responderão à ação penal na 2ª Vara Criminal de Santa Cruz pelos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas.

A denúncia relata a forma com que Polegar agiu, a partir de 2003, para ocultar da Justiça o lucro obtido por ele na condição de chefe do tráfico no Morro da Mangueira. Ele já foi condenado a prisão por quatro varas criminais por crimes cometidos entre 1994 e 2002.

 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email