Princesa do rodeio de Jaguariúna morre aos 21, após descobrir doença rara autoimune

Maria Eduarda Catão era estudante de Medicina Veterinária e foi vítima de uma doença que atacou seu fígado

Maria Eduarda Catão
Maria Eduarda Catão (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jovem de 21 anos e estudante de Medicina Veterinária Maria Eduarda Catão, conhecida como a princesa do Jaguariúna Rodeo Festival 2019, morreu após descobrir que tinha uma doença rara autoimune que atacou seu fígado.

Em 30 de outubro, a mãe de Maria, Adriana, publicou nas redes sociais pedidos de oração, dizendo que a filha estava sendo tratada na UTI do Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

"Nesse momento [Maria] está sendo com tratada com medicamentos e com fé em Deus vai livrar do transplante do fígado e restabelecer toda saúde. Eu creio em nosso Deus. Ela está na UTI da Unicamp e é necessário que esteja dormindo para que não sofra. Tenham fé acredito no Deus do impossível que ele já salvou minha filha. Obrigada de coração a todos que estão nos ajudando nas correntes de oração isso alegra nosso Deus. Eduarda será testemunha viva do milagre eu creio", escreveu Adriana.

A organização do rodeio lamentou a morte da jovem por meio de rede social. "Você faz parte da nossa história, nossa eterna Princesa. O seu brilho e encanto estará para sempre entre nós! Aos amigos e familiares, desejamos muita luz e conforto. Família JRF".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247