R$ 35 bilhões para o interior do Rio

Esse foi o valor investido nos últimos cinco anos; um dos motivos era ajudar no desenvolvimento econômico

Agência Rio - Empreendimentos de municípios do interior do Estado do Rio receberam um total R$ 35 bilhões nos últimos cinco anos, colocando cidades como Três Rios, no Centro Sul, no mapa econômico do país. Os empreendimentos também têm ajudado a alavancar a economia da Costa Verde, Médio Paraíba, Baixadas Litorâneas, Norte e Sul Fluminense.

"O estado vive um ciclo virtuoso de expansão que se caracteriza pela descentralização dos investimentos. Temos a formação do polo automobilístico como bom exemplo. Além disso, temos uma maior diversidade na economia. Há uma atração maior de investimentos em segmentos diversificados, como é o caso de Três Rios, que vem atraindo diferentes segmentos", afirmou o secretário de Desenvolvimento, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno.

Em três anos, o município de Três Rios - onde um consórcio chinês planeja instalar sua fábrica de trens - recebeu mais de 900 empresas. Inaugurada em novembro de 2011, a nova fábrica da Nestlé, que recebeu recursos de R$ 200 milhões. Através dos incentivos concedidos pelo Governo do Estado, a cidade também receberá a fábrica de ônibus Neobus (R$ 90 milhões) e os arranjos produtivos ferroviários (R$ 500 milhões).

"Com a chegada dos grandes empreendedores em Três Rios, que são incentivados pelo Governo do Estado, começamos a investir em outras áreas. Com o aporte estadual, a cidade ganha mais em saúde, segurança, infraestrutura e educação. Três Rio vive sua grande fase, nunca recebeu tantos recursos", disse o prefeito de Três Rios, Vinícius Farah.

Médio Paraíba, Baixadas Litorâneas, Norte e Sul também recebem investimentos

O Médio Paraíba se tornou polo automobilístico com a instalação de montadoras de veículos como a Nissan (R$ 2,6 bilhões), em Resende, que irá gerar 4 mil empregos. A fábrica será vizinha da Peugeot Citroen (R$ 1,8 bilhões) e Man América Latino (R$ 1 bilhão). A região receberá ainda a Hyundai (R$ 300 milhões), a fabricante de pneus Michelin (R$ 1,1 bilhão) e a empresa da cadeia de cobre Ibrame (R$ 100 milhões).
Além da duplicação da Niterói-Campos, com recursos de R$ 2,3 bilhões, o Norte Fluminense ganhará o Complexo Logístico e Industrial Barra do Furado, em Quissamã, que está sendo construído com orçamento de R$ 180 milhões. Em breve, São João da Barra terá sua economia aquecida com a inauguração do Porto do Açu, matriz do Complexo Industrial Super Porto do Açu. No total, serão investidos R$ 17,6 bilhões nesta primeira fase de implantação do complexo, que irá gerar no total 50 mil empregos.

Cabo Frio, nas Baixadas Litorâneas, contará com o Centro Logístico no entorno do Aeroporto de Cabo Frio, para o transporte de equipamentos e de outros produtos de apoio offshore ao setor petrolífero. O Governo do Estado assinou convênio com a prefeitura para realizar mais uma série de obras no terminal, no valor de R$ 8 milhões. Na Costa Verde, serão inauguradas a Usina Nuclear Angra 3 (R$ 7,5 bilhões) e o Porto de Angra (R$ 200 milhões).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247