Reserva será adaptada para portadores de deficiências

rea ambiental protegida, localizada no norte do estado do Rio, receber obras para atender turistas com necessidades especiais; custo de R$ 311 mil e comear em junho deste ano

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil –  A Reserva Biológica União (Rebio União), na região das baixadas litorâneas do estado do Rio de Janeiro, vai passar por obras de acessibilidade para que portadores de necessidades especiais possam passear por cerca de mil dos 3,3 mil metros da trilha do Pilão, no interior da reserva.

O chefe da reserva, Whitson José da Costa Jr., afirmou que a nova trilha, além de atender à população do estado, servirá de espaço de lazer para os turistas brasileiros e do exterior com necessidades especiais que acompanharão as Paraolimpíadas de 2016, evento que ocorrerá após os Jogos Olímpicos, também sediados no Rio. Ele explicou que a ideia do projeto surgiu depois que uma instituição para pessoas com deficiência motora solicitou uma visita à reserva.

“Foi então que vimos quão despreparados estávamos para receber esse público. Após estudo, descobrimos que 14% da população brasileira têm algum tipo de deficiência física e que só na região da reserva vivem cerca de 50 mil pessoas com algum tipo de necessidade especial, privadas de conhecer essas reservas naturais porque não têm acesso a elas”.

O projeto faz parte de um convênio, formalizado no início de abril entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra a Rebio União, a Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro (SEA/RJ) e o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio). As obras devem começar em junho e a previsão é que estejam prontas no fim do ano.

Com custo de R$ 311 mil, o projeto será financiado pela Secretaria do Ambiente e o Funbio ficará responsável por sua execução.

Além das obras de adaptação nos banheiros, no auditório e na área de exposições para garantir a acessibilidade, os primeiros 900 metros da trilha serão pavimentados e ganharão proteção nas laterais (guarda-corpo). O projeto também inclui a contratação de um profissional para divulgar o novo espaço e incentivar a visitação nas instituições que trabalham com portadores de necessidades especiais na região.

Haverá ainda um guia capacitado para receber visitantes com diferentes necessidades especiais. “O cego, por exemplo, poderá explorar o ambiente também pelo tato e pelo olfato com o auxílio do guia”, informou Whitson.

A Rebio União localiza-se nos municípios de Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Macaé e possui uma área de 2.548 hectares. Habitat do mico-leão-dourado, uma das espécies mais ameaçadas do mundo, a reserva fica a cerca de 160 quilômetros da capital fluminense e é considerada um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica de baixada do estado ainda em bom estado de conservação.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email