Revolta com assassinato de Agatha coloca #ACulpaEDoWitzel no topo dos assuntos mais comentados

A revolta com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, por conta do assassinato da menina de 8 anos Agatha Félix coloca a hashtag #ACulpaEDoWitzel no topo dos assuntos mais comentados no Twitter na manhã deste sábado (21). Rene Silva mostra em vídeos protestos no Alemão

Protesto no Alemão contra o governador Wilson Witzel por conta do assassinato da menina de 8 anos Agatha Félix.
Protesto no Alemão contra o governador Wilson Witzel por conta do assassinato da menina de 8 anos Agatha Félix. (Foto: Reprodução Rene Silva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A revolta com o assassinato da menina de 8 anos Agatha Félix, que voltava para a casa na comunidade do Alemão na noite desta sexta-feira (20) quando foi baleada nas costas por um policial, é o assunto mais comentado no Twitter na manhã deste sábado (21). O alvo é o governador Wilson Witzel, cuja hashtag #ACulpaEDoWitzel alcançou o topo do Twitter esta manhã.

"Até quando o facínora do Witzel vai continuar dando saltos na poça de sangue de crianças pobres?", questiona o jornalista Renato Rovai.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) pergunta: "Que política de Segurança é essa que coloca moradores na linha do tiro e mata crianças?"

"Quem consegue não se revoltar?", indaga a atriz Leandra Leal.

O jornal O Dia lembrou que ontem, mesmo dia em que Agatha foi atingida, o governador Wilson Witzel voltou a defender o abate de criminosos com fuzil.

Rene Silva, do Voz das Comunidades, postou vídeos de protestos no Alemão:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email