Rocinha livre

Moradores respiram "aliviados" aps a priso do traficante Antnio Francisco Bonfim Lopes, o Nem; polcia cerca acessos favela, mas a rotina normal; expectativa a implantao da 19 Unidade de Polcia Pacificadora nos prximos dias

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Carla Sena _ Rio 247 _ A comunidade da Rocinha amanheceu "aliviada" na manhã desta sexta-feira (11) após a prisão do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem. Os principais acessos à favela continuam bloqueados pela tropa de choque da Polícia Militar que revista veículos e pedrestres. O comércio funciona normalmente, mas as aulas em escolas e creches na comunidade estão suspensas. Os moradores comemoram a prisão do chefão do morro, mas o clima de tensão por conta da ocupação é visível.

A expectativa é a instalação da 19ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) nos próximos dias a Rocinha e Vidigal. A informação não foi confirmada, mas a data da ocupação deve ser no domingo. A Aeronáutica já informou que o espaço aéreo da favela ficará fechado no período da 0h às 16h. O comunicado afirma que a iniciativa deve-se à "operação militar próxima a Pedra da Gávea com raio de 2,8 km e altitude de 900m".

Na manhã de hoje, cerca de 80 militares continuam blitz na Avenida Niemeyer, entrada do Vidigal, Estrada da Gávea, entre outros pontos, abordando moradores e veículos.

A favela é uma das maiores do Rio e sua pacificação é considerada chave para a política de segurança da gestão de Sérgio Cabral (PMDB). A medida acontece após a prisão de Nem que estava no porta-malas de um Toyota Corolla na madrugada de quinta-feira (10). O traficante foi levado num blindado da sede da Polícia Federal, na praça Mauá, para o presídio Bangu 1, na zona oeste, na manhã de ontem sob forte aparato policial.

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email