Transferência é ‘ilegal e absurda’, diz filho de Cabral

Deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB) criticou a decisão do juiz federal Marcelo Bretas de transferir o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), seu pai, para um presídio federal em Mato Grosso do Sul; "Uma decisão sem jurisprudência no nosso ordenamento jurídico, ilegal e absurda. Eu tenho a convicção de que os tribunais superiores, de forma independente e imparcial, vão revogar essa decisão. A informação citada como privilegiada saiu no próprio Estadão, em entrevista concedida pelo juiz do caso, que a família dele tem negócios no ramo de bijuterias", disse o filho de Cabral; o STJ manteve a transferência do ex-governador para um presídio federal

Deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB) criticou a decisão do juiz federal Marcelo Bretas de transferir o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), seu pai, para um presídio federal em Mato Grosso do Sul; "Uma decisão sem jurisprudência no nosso ordenamento jurídico, ilegal e absurda. Eu tenho a convicção de que os tribunais superiores, de forma independente e imparcial, vão revogar essa decisão. A informação citada como privilegiada saiu no próprio Estadão, em entrevista concedida pelo juiz do caso, que a família dele tem negócios no ramo de bijuterias", disse o filho de Cabral; o STJ manteve a transferência do ex-governador para um presídio federal
Deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB) criticou a decisão do juiz federal Marcelo Bretas de transferir o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), seu pai, para um presídio federal em Mato Grosso do Sul; "Uma decisão sem jurisprudência no nosso ordenamento jurídico, ilegal e absurda. Eu tenho a convicção de que os tribunais superiores, de forma independente e imparcial, vão revogar essa decisão. A informação citada como privilegiada saiu no próprio Estadão, em entrevista concedida pelo juiz do caso, que a família dele tem negócios no ramo de bijuterias", disse o filho de Cabral; o STJ manteve a transferência do ex-governador para um presídio federal (Foto: Aquiles Lins)

Rio 247 - O deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB) criticou a decisão do juiz federal Marcelo Bretas de transferir o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), seu pai, para um presídio federal em Mato Grosso do Sul. 

"Uma decisão sem jurisprudência no nosso ordenamento jurídico, ilegal e absurda. Eu tenho a convicção de que os tribunais superiores, de forma independente e imparcial, vão revogar essa decisão. A informação citada como privilegiada saiu no próprio Estadão, em entrevista concedida pelo juiz do caso, que a família dele tem negócios no ramo de bijuterias", disse o filho de Cabral em entrevista ao Estado de S. Paulo

Nessa sexta-feira, 27, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a transferência de Cabral para um presídio federal (leia mais).

O deputado reconheceu que não cabia ao pai criticar o juiz na audiência, mas defendeu o direito de o ex-governador falar o que pensa e negou supostas ameaças de Cabral ao magistrado. "Eu apenas acho que ele deve ter direito à defesa, como qualquer outro réu. Ele tem direito a falar nas audiências, falar o que pensa, falar como ele se sente e responder às perguntas do juiz e do Ministério Público. O juiz Sérgio Moro dá o direito aos réus falarem, basta ver as audiências em Curitiba, como são feitas", afirmou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247