TRE absolve Haddad da acusação de caixa 2 na campanha de 2012

Por unanimidade, a Justiça Eleitoral de São Paulo destacou a inexistência de provas da falsidade e absolveu o ex-prefeito

Coletiva de Haddad mostra: há oposição
Coletiva de Haddad mostra: há oposição
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) absolveu nesta terça-feira (27), por unanimidade, o ex-prefeito Fernando Haddad da acusação de crime de caixa 2 durante a campanha eleitoral para a Prefeitura de São Paulo em 2012.

Haddad e seu tesoureiro foram condenados pelo crime de falsidade ideológica eleitoral  em primeiro grau sob a acusação da inexistência de materiais gráficos declarados na prestação de contas da campanha. A decisão foi reformada pelo Tribunal, que destacou a inexistência de provas da falsidade, e absolveu o ex-prefeito.

Para os advogados de Fernando Haddad, Pierpaolo Bottini, Fernando Neisser e Tiago Rocha. “A decisão põe fim a uma grande injustiça, que lançava uma sombra injusta sobre a integridade do ex-prefeito, que sempre pautou sua conduta pelo cumprimento da lei. A denuncia alega a inexistência de materiais de campanha, que foram comprovadamente produzidos, por gráficas que atuaram para mais de 20 partidos políticos. A acusação era insustentável”, afirmam.

PUBLICIDADE

O ex-prefeito foi denunciado por suposto caixa dois de R$ 2,6 milhões da UTC Engenharia. O promotor eleitoral Luiz Henrique Dal Poz, afirmou, em acusação, que o ex-prefeito "deixou de contabilizar valores, bem como se utilizou de notas inidôneas para justificar despesas".

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email