Vazamento de operações no Rio é preocupante, diz interventor

O nomeado para ser o interventor na segurança pública do Rio, general Walter Braga Netto, está preocupado com eventuais efeitos negativos do vazamento da operações em favelas; "A gente sempre tem preocupação com vazamento de operações", disse ele; para o ministro interno da Defesa, general Joaquim Luna e Silva, o vazamento "pode ser uma exceção"

O nomeado para ser o interventor na segurança pública do Rio, general Walter Braga Netto, está preocupado com eventuais efeitos negativos do vazamento da operações em favelas; "A gente sempre tem preocupação com vazamento de operações", disse ele; para o ministro interno da Defesa, general Joaquim Luna e Silva, o vazamento "pode ser uma exceção"
O nomeado para ser o interventor na segurança pública do Rio, general Walter Braga Netto, está preocupado com eventuais efeitos negativos do vazamento da operações em favelas; "A gente sempre tem preocupação com vazamento de operações", disse ele; para o ministro interno da Defesa, general Joaquim Luna e Silva, o vazamento "pode ser uma exceção" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O nomeado para ser o interventor na segurança pública do Rio, general Walter Braga Netto, está preocupado com eventuais efeitos negativos do vazamento da operações em favelas.

"A gente sempre tem preocupação com vazamento de operações", disse ele, nesta sexta-feira (2). Netto participou de uma cerimônia de entrega de medalhas do mérito desportivo militar no Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais.

O ministro interno da Defesa, general Joaquim Luna e Silva, afirmou que o vazamento "pode ser uma exceção".

"Preocupação não tem. Tem cuidados. Nossa gente é preparada, recomendada, sempre a cada operação eles recebem as ações com que tem que se preocupar, as suas atividades. Então, durante a operação, não. O risco seria depois, quando se tornam vulneráveis", acrescentou.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247