VLT do Rio começa a ter cobrança de passagens

Após quase dois meses de viagens gratuitas, começa a ser cobrada a tarifa de R$ 3,80 no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Rio; o transporte liga o Aeroporto Santos Dumont à Rodoviária Novo Rio; os trens do VLT não têm catracas nem cobradores; o pagamento da passagem é feito, exclusivamente, por meio do cartão Bilhete Único ou do bilhete expresso, que pode ser adquirido em qualquer parada do VLT – todas equipadas com terminais de autoatendimento

Após quase dois meses de viagens gratuitas, começa a ser cobrada a tarifa de R$ 3,80 no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Rio; o transporte liga o Aeroporto Santos Dumont à Rodoviária Novo Rio; os trens do VLT não têm catracas nem cobradores; o pagamento da passagem é feito, exclusivamente, por meio do cartão Bilhete Único ou do bilhete expresso, que pode ser adquirido em qualquer parada do VLT – todas equipadas com terminais de autoatendimento
Após quase dois meses de viagens gratuitas, começa a ser cobrada a tarifa de R$ 3,80 no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Rio; o transporte liga o Aeroporto Santos Dumont à Rodoviária Novo Rio; os trens do VLT não têm catracas nem cobradores; o pagamento da passagem é feito, exclusivamente, por meio do cartão Bilhete Único ou do bilhete expresso, que pode ser adquirido em qualquer parada do VLT – todas equipadas com terminais de autoatendimento (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Após quase dois meses de viagens gratuitas, começa a ser cobrada nesta terça-feira (26) a tarifa de R$ 3,80 no Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Rio. O transporte liga o Aeroporto Santos Dumont à Rodoviária Novo Rio. Os trens do VLT não têm catracas nem cobradores. O pagamento da passagem é feito, exclusivamente, por meio do cartão Bilhete Único ou do bilhete expresso, que pode ser adquirido em qualquer parada do VLT – todas equipadas com terminais de autoatendimento.

Na primeira semana de cobrança haverá equipes de fiscalização em todos os trens para checar o pagamento da passagem em caráter educativo, de acordo com a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR). A partir do dia 2 de agosto, quem for flagrado no VLT sem validar o pagamento da tarifa será multado em R$ 170. Em caso de reincidência, o valor aumenta para R$ 255.

Os terminais de autoatendimento aceitarão cédulas e moedas. Não haverá troco nos terminais, e todo o valor carregado será revertido em créditos. A previsão é que até o dia 5 de agosto as máquinas aceitem cartão de débito. O cartão RioCard Jogos Olímpicos 2016 também poderá ser utilizado no modal.




Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247