55% dos advogados ganham menos que o auxílio-moradia de juízes, revela OAB-PR

Pesquisa realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Paraná, (OAB-PR), com 63 mil advogados habilitados, conclui que mais da metade dos profissionais, 55%, ganham menos que os R$ 4,3 mil pagos como auxílio-moradia à magistratura no Estado; análise sobre o levantamento também prevê que o percentual de advogados no Brasil que devem ganhar menos que o valor do auxílio é ainda maior 

Pesquisa realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Paraná, (OAB-PR), com 63 mil advogados habilitados, conclui que mais da metade dos profissionais, 55%, ganham menos que os R$ 4,3 mil pagos como auxílio-moradia à magistratura no Estado; análise sobre o levantamento também prevê que o percentual de advogados no Brasil que devem ganhar menos que o valor do auxílio é ainda maior 
Pesquisa realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Paraná, (OAB-PR), com 63 mil advogados habilitados, conclui que mais da metade dos profissionais, 55%, ganham menos que os R$ 4,3 mil pagos como auxílio-moradia à magistratura no Estado; análise sobre o levantamento também prevê que o percentual de advogados no Brasil que devem ganhar menos que o valor do auxílio é ainda maior  (Foto: Voney Malta)

Por blog do Esmael - O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção Paraná, José Augusto Araújo de Noronha, afirmou neste sábado (26) ao Blog do Esmael que 55% dos advogados ganham menos que o auxílio-moradia de juízes e integrantes do Ministério Público do Paraná.

Noronha diz que a OAB-PR realizou uma pesquisa abrangendo os 63 mil advogados habilitados na seccional para chegar à conclusão que mais da metade dos profissionais, 55%, ganham menos que R$ 4,3 mil pagos como auxílio-moradia à magistratura no Paraná.

O percentual de advogados no Brasil que devem ganhar menos que R$ 4,3 mil deve ser maior ainda, embora a mídia sempre dê holofotes aos grandes escritórios envolvidos nas grandes delações etc.

Se a realidade é dura com os advogados também o é com os professores da rede estadual de educação básica do Paraná. Tem mestre que se propõe a abrir mão do salário em troca do auxílio-moradia de juízes, integrantes do Tribunal de Contas e do MP.

 

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247