APP-Sindicato põe na conta de Richa morte de professora no Paraná

Segundo a APP-Sindicato, o governador Beto Richa (PSDB) começou a colecionar cadáveres de professores no Paraná; a primeira vítima, de acordo com nota da entidade, foi Maria de Fátima Girelli, vitimada por um AVC em virtude de “alterações na distribuição das aulas divulgadas pelo governo do Paraná”

Segundo a APP-Sindicato, o governador Beto Richa (PSDB) começou a colecionar cadáveres de professores no Paraná; a primeira vítima, de acordo com nota da entidade, foi Maria de Fátima Girelli, vitimada por um AVC em virtude de “alterações na distribuição das aulas divulgadas pelo governo do Paraná”
Segundo a APP-Sindicato, o governador Beto Richa (PSDB) começou a colecionar cadáveres de professores no Paraná; a primeira vítima, de acordo com nota da entidade, foi Maria de Fátima Girelli, vitimada por um AVC em virtude de “alterações na distribuição das aulas divulgadas pelo governo do Paraná” (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - Segundo a APP-Sindicato, o governador Beto Richa (PSDB) começou a colecionar cadáveres de professores no Paraná. A primeira vítima, de acordo com nota da entidade, foi Maria de Fátima Girelli, vitimada por um AVC em virtude de “alterações na distribuição das aulas divulgadas pelo governo do Paraná”.

Leia o informe da APP-Sindicato:

A professora de história Maria de Fátima Girelli participava da distribuição de aulas no colégio Brasílio Vicente de Castro, em Curitiba. Colegas de trabalho relatam que ela estava muito preocupada nos últimos dias com as alterações na distribuição das aulas divulgadas pelo governo do Paraná.

Há pouco recebemos a confirmação de sua morte, vítima de um Acidente Vascular Cerebral.

A APP-Sindicato lamenta o fato é reafirma que continuará na luta contra as medidas anunciadas e pela revogação desta resolução da maldade que pune e deixa professores ainda mais doentes.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247