Assembleia livra Richa de ação penal no STJ

A Assembleia Legislativa do Paraná livrou, por 40 votos a cinco e uma abstenção, o governador Beto Richa (PSDB) de uma ação penal que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ); o tucano é acusado pelo Ministério Público Federal de aplicar irregularmente verba de R$ 100 mil para a área de saúde, quando era prefeito de Curitiba no ano de 2006

A Assembleia Legislativa do Paraná livrou, por 40 votos a cinco e uma abstenção, o governador Beto Richa (PSDB) de uma ação penal que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ); o tucano é acusado pelo Ministério Público Federal de aplicar irregularmente verba de R$ 100 mil para a área de saúde, quando era prefeito de Curitiba no ano de 2006
A Assembleia Legislativa do Paraná livrou, por 40 votos a cinco e uma abstenção, o governador Beto Richa (PSDB) de uma ação penal que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ); o tucano é acusado pelo Ministério Público Federal de aplicar irregularmente verba de R$ 100 mil para a área de saúde, quando era prefeito de Curitiba no ano de 2006 (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Esmael - A Assembleia Legislativa do Paraná livrou na manhã desta quarta-feira (19), por 40 votos a cinco e uma abstenção, o governador Beto Richa (PSDB) de uma ação penal que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O tucano é acusado pelo Ministério Público Federal de aplicar irregularmente verba de R$ 100 mil para a área de saúde, quando era prefeito de Curitiba no ano de 2006.

Os deputados aprovaram o projeto de resolução nº 19/2014, de autoria da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), indeferindo o pedido de autorização para o andamento da Ação Penal nº 687/2011.

O pedido foi colocado em votação por requerimento do deputado Tadeu Veneri (PT) em outubro deste ano. O requerimento estava na Assembleia desde 2011.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247