Sul

Autor de projeto do 'Dia do Patriota' pode ser investigado na CPMI dos Atos Golpistas

Ex-vereador Alexandre Bobadra (PL), autor do projeto em Porto Alegre que instituiu o 'Dia do Patriota', será investigado por suposto envolvimento nos atos golpistas do 8 de janeiro

Imagem Thumbnail
(Foto: Câmara Municipal de Porto Alegre)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional responsável por investigar os eventos ocorridos em 8 de janeiro, poderá expandir suas averiguações para analisar a possível conexão do ex-vereador Alexandre Bobadra (PL), autor da lei que estabelece o "Dia do Patriota" em 8 de janeiro. A deputada estadual Laura Sito (PT) encaminhou um ofício à relatora Eliziane Gama (PSD-MA) e ao presidente Arthur Maia (União-BA), no qual solicita que a comissão avalie a participação de Bobadra nos eventos em questão.

Segundo informações do jornal O Globo, Bobadra teria desempenhado um papel ativo na organização das manifestações nos quartéis de Porto Alegre. A deputada Laura Sito afirmou que, considerando sua autoria da proposta do "Dia do Patriota", foram reunidos diversos documentos que levantam a possibilidade de ele ter também financiado os eventos ocorridos em 8 de janeiro.

O ofício, protocolado na última sexta-feira (25), aguarda resposta da CPI do 8 de janeiro. A parlamentar destaca no documento que a criação de uma efeméride em uma capital nacional demanda uma investigação aprofundada das implicações legais, políticas e sociais da lei em questão, bem como do vínculo do autor com os incidentes ocorridos em Brasília.

No ofício, Laura Sito destaca: ""A lei foi proposta em 15 de março, mais de dois meses depois dos atos golpistas, quando estes já estavam sendo investigados e os criminosos indiciados, sendo assim uma explícita apologia ao golpe e à violência contra a democracia. Cabe também o destaque que o propositor desta lei, o ex-vereador Alexandre Bobadra, é um notório apoiador do acampamento golpista em Porto Alegre, bem como utilizou suas redes para promover a mobilização para a ida a Brasília no dia 8 de janeiro, além de distribuir material com conteúdo falso e difamatório", diz trecho.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Vale ressaltar que o projeto que institui o "Dia do Patriota" foi promulgado em 7 de agosto pela Câmara de Porto Alegre, gerando controvérsias e repúdio por parte de parlamentares e ministros, que têm solicitado a revogação da lei. Alexandre Bobadra, o autor da lei, enfrenta antecedentes legais, tendo sido cassado pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico e dos meios de comunicação.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO