Com 1% nas pesquisas, candidato lança ataques pessoais contra Manuela D’Ávila durante debate

A candidata do PCdoB denunciou violência política de gênero e recebeu o apoio de Fernanda Melchionna, do PSOL

Rodrigo Maroni e Manuela D’Ávila
Rodrigo Maroni e Manuela D’Ávila (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum - Rodrigo Maroni, candidato do Pros à Prefeitura de Porto Alegre, voltou a usar um debate eleitoral para disparar ataques pessoais contra a líder das pesquisas, Manuela D’Ávila (PCdoB). A candidata classificou a postura como “violência política de gênero”. Os dois chegaram a ser noivos.

“Eu afirmei nessa eleição que a Manuela mentia, que ela dissimulava e mentia. Reitero isso. Ela inclusive te processou, inclusive, te processou. Ela tratava a Fernanda dizendo que era ‘isso aí virou vereadora’. O que você acha da pessoa que se vitimiza? Eu digo ela mente, ela mente e ela mente”, disse Maroni em sua primeira intervenção no debate da Rádio Gaúcha-Zero Hora, dialogando com Juliana Brizola (PDT).

Em razão do ataque pessoal, Manuela conseguiu direito de resposta e disse que Maroni terá que prestar depoimento na próxima segunda-feira em razão dos ataques que fez contra ela em outro debate. “A eleição não pode ser resolvida nem no tapetão, nem com mentira, nem com esses ataques rebaixados e orquestrado. O que será que temem? Temem uma mudança na cidade. Chega de mentira, ataque, é hora de baixar a cabeça e trabalhar pela cidade”, disse a candidata, citando as notícias falsas movidas contra ela.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247