CUT convoca militância para ocupar Curitiba

O presidente nacional da CUT-Brasil, Vagner Freitas, em vídeo, convoca a militância para estar com o ex-presidente Lula nesta quarta-feira (13), em Curitiba; Lula prestará novo depoimento ao juiz Sérgio Moro no âmbito da lava jato; Freitas afirma que o objetivo do judiciário é tirar o ex-presidente da disputa eleitoral de 2018; “Eleição sem Lula é fraude”, avisa; vídeo

O presidente nacional da CUT-Brasil, Vagner Freitas, em vídeo, convoca a militância para estar com o ex-presidente Lula nesta quarta-feira (13), em Curitiba; Lula prestará novo depoimento ao juiz Sérgio Moro no âmbito da lava jato; Freitas afirma que o objetivo do judiciário é tirar o ex-presidente da disputa eleitoral de 2018; “Eleição sem Lula é fraude”, avisa; vídeo
O presidente nacional da CUT-Brasil, Vagner Freitas, em vídeo, convoca a militância para estar com o ex-presidente Lula nesta quarta-feira (13), em Curitiba; Lula prestará novo depoimento ao juiz Sérgio Moro no âmbito da lava jato; Freitas afirma que o objetivo do judiciário é tirar o ex-presidente da disputa eleitoral de 2018; “Eleição sem Lula é fraude”, avisa; vídeo (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - O presidente nacional da CUT-Brasil, Vagner Freitas, em vídeo, convoca a militância para estar com o ex-presidente Lula nesta quarta-feira, dia 13, em Curitiba.

Lula prestará novo depoimento à “inquisição” do juiz Sérgio Moro no âmbito da lava jato.

O dirigente cutista afirma que o objetivo do judiciário é tirar o ex-presidente da disputa eleitoral de 2018. “Eleição sem Lula é fraude”, avisa.

A militância pró-Lula realizará ato político a partir das 15 horas na Praça Generoso Marques, no centro da capital paranaense.

O ex-presidente deverá fazer um pronunciamento por volta das 18h, após o depoimento.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247