Desmoralizado pela Vaza Jato, Dallagnol só dorme à base de remédios tarja preta

Pivô do escândalo da Vaza Jato, que revelou sua compulsão por dinheiro, a vaidade que o levou até a idealizar uma escultura em homenagem à Lava Jato e o projeto de poder que passava pela destruição do sistema político e judicial, o procurador Deltan Dallagnol confidenciou a amigos que só dorme à base de medicamentos pesados, segundo informa a jornalista Bela Megale, do Globo. Ele tem ser afastado de suas funções

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Chefe da força-tarefa da Lava-Jato, o procurador Deltan Dallagnol confidenciou a amigos que, recentemente, só consegue dormir à base de remédio", informa a jornalista Bela Megale, no Globo. "Na semana passada, o Conselho Nacional no Ministério Público (CNMP) desarquivou uma reclamação disciplinar contra Deltan e seu colega, Roberto Pozzobon, devido aos diálogos revelados pelo site 'The Intercept'. Ainda há outras representações contra o investigador que serão analisadas. Os processos podem culminar no afastamento do chefe da Operação Lava-Jato", diz ainda a jornalista.

Deltan é o pivô do escândalo da Vaza Jato, que revelou sua compulsão por dinheiro, a vaidade que o levou até a idealizar uma escultura em homenagem à Lava Jato e o projeto de poder que passava pela destruição do sistema político e judicial. Sem falar, é claro, na fraude processual contra o ex-presidente Lula, que foi preso há mais de 500 dias para ser impedido de disputar e vencer as eleições presidenciais de 2018, como apontam os maiores juristas e intelectuais do mundo, assim como três Prêmios Nobel da Paz.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email