Em Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior quer aumentar restrições de circulação para conter o coronavírus

"Não encontramos outras ferramentas reais que não seja restringir a circulação de pessoas para reduzir a contaminação", afirmou o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), ao destacar a necessidade de aumento das restrições de circulação na capital. O lockdown, no entanto, ainda não é consenso no município

Nelson Marchezan Júnior
Nelson Marchezan Júnior (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), destacou a necessidade de ampliar a restrição da circulação de pessoas em na capital por causa do coronavírus. "Não estamos buscando culpados, mas não encontramos outras ferramentas reais que não seja restringir a circulação de pessoas para reduzir a contaminação. Os decretos não estão tendo a mesma eficácia que tiveram em março", afirmou.

Também nesta quarta, o chefe do Executivo municipal discutiu com representantes de classes empresariais po rodízio de veículos, barreiras sanitárias e interdição de vias e passeios movimentados. 

"Estamos buscando alternativas viáveis para diminuir a circulação. São alternativas aventadas. E estamos buscando outras para analisar", disse ele à GaúchaZH, sem dar detalhes

O prefeito ressaltou não haver consenso da cidade não será possível decretar o lockdown. Ele esteve reunido por videoconferência, na tarde desta quarta-feira (22), com gestores de hospitais da cidade. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247