Sul

Enchentes no Rio Grande do Sul já causaram prejuízo de R$ 4,6 bilhões

O principal prejuízo se abateu sobre o setor habitacional: R$ 3,4 bilhões. Aproximadamente 100 mil casas foram destruídas no estado

Imagem Thumbnail
Rio Grande do Sul atingido por temporais (Foto: Amanda Perobelli / Reuters)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), colhidos até a tarde desta terça-feira (7), mostram que o Rio Grande do Sul contabiliza um prejuízo de R$ 4,6 bilhões, com quase 100 mil residências destruídas ou danificadas, em virtude das fortes enchentes que assolam o estado há uma semana. Os números são alarmantes: 388 das 497 cidades gaúchas foram afetadas pelas intempéries, sendo que 336 delas tiveram o estado de calamidade pública reconhecido pelos governos estadual e federal. A situação é desoladora, com um balanço que inclui 95 mortos, 131 desaparecidos e 372 feridos, segundo informações atualizadas pela Defesa Civil e divulgadas pelo G1.

O setor habitacional é o mais prejudicado, contabilizando perdas que chegam a R$ 3,4 bilhões. Escolas, hospitais, prefeituras, pontes, transporte, esgoto e demais estruturas públicas somam cerca de R$ 465,8 milhões em danos. Além disso, os setores da agricultura, pecuária, indústria, comércio e outros serviços também registram prejuízos significativos.

Paulo Ziulkoski, presidente da CNM, ressalta a urgência do apoio do governo federal aos municípios afetados: "é necessário liberar urgentemente recursos extraordinários aos municípios. O que temos até o momento são promessas, burocracias e uma população que resiste pelo seu próprio esforço e pela corrente de solidariedade".

Os registros meteorológicos revelam uma quantidade de chuva acumulada entre 22 de abril e 6 de maio que corresponde à média prevista para cinco meses. Municípios como Fontoura Xavier, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e outros enfrentam índices pluviométricos extremos, evidenciando a dimensão do desastre natural que assola o Rio Grande do Sul.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO