Federação de Agricultura do PR diz que decisão de não abastecer navios iranianos traz "péssimas consequências"

Em nota, FAEP declarou que a decisão do governo brasileiro de não abastecer os navios iranianos carregados no porto de Paranaguá (PR) não cumpre com a "exceção humanitária" das sanções dos EUA ao Irã

247 - A Federação de Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) publicou nota nesta terça-feira, 23, criticando o posicionamento do governo brasileiro, alinhado aos Estados Unidos, de não abastecer dois navios iranianos que estão parados no porto de Paranaguá (PR) desde junho. 

De acordo com trecho da nota, a decisçao brasileira não cumpre a "exceção humanitária" prevista nas sanções dos EUA ao Irã. "As sanções econômicas contra o Irã, estabelecidas pelos Estados Unidos e em alinhamento com o governo Federal, não devem ser aplicadas em caso de transporte de alimentos, assim como de medicamentos e equipamentos médicos. O transporte de comida está previsto no que se encaixa como 'exceção humanitária'".

Segundo a FAEP, "a paralisação compromete a qualidade da carga de milho, que pode ser devolvido e trazer prejuízos paa o setor". 

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247