Gleisi admite candidatura própria do PT em Curitiba

Pela primeira vez, a senadora Gleisi Hoffmann admitiu, em vídeo, que o PT poderá lançar candidato próprio à prefeitura de Curitiba em 2016; ela negou, no entanto, que sonhe com o Palácio 29 de Março; "Nós temos vários nomes para candidatura, aqui em Curitiba. Temos da nossa vice-prefeita, a Mirian [Gonçalves], e o nosso deputado Tadeu Veneri", disse Gleisi, que defendeu a constituição de um campo político para as eleições; ela também se defendeu de denúncias que envolvem seu nome na Operação Lava Jato

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária.

Em discurso, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). 

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado (Foto: Gisele Federicce)

Blog do Esmael - A senadora Gleisi Hoffmann admitiu pela primeira vez, ao Blog do Esmael, que o PT poderá lançar candidato próprio à Prefeitura de Curitiba. Ela negou, no entanto, que sonhe com o Palácio 29 de Março.

"Nós temos vários nomes para candidatura, aqui em Curitiba. Temos da nossa vice-prefeita, a Mirian [Gonçalves], e o nosso deputado Tadeu Veneri", disse Gleisi, que defendeu a constituição de um campo político para as eleições de 2016 (leia-se com o PMDB do senador Roberto Requião).

A parlamentar também voltou a contestar versão da velha mídia que a coloca como beneficiária de propina, conforme delações na Lava Jato. "Não pedi e não recebi dinheiro de propina em minha campanha", repetiu.

Sobre os escândalos no governo Beto Richa, a senadora defendeu apuração rigorosa nas denúncias de crime na Receita Estadual e na educação. "Espero que as autoridades judiciais, policiais e ministério público atuem com o mesmo rigor que atuam nas investigações da Lava Jato". 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247