Gleisi cobra anulação da sentença de Moro contra Lula: "palavra de ordem para quem luta pela democracia"

"Anular a sentença injusta de Moro contra Lula é imprescindível para o Estado Democrático de Direito e palavra de ordem para quem luta pela democracia", afirmou a deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR)

Gleisi Hoffmann, Lula e Sérgio Moro
Gleisi Hoffmann, Lula e Sérgio Moro (Foto: Agência Senado - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), cobrou a anulação da sentença de Sérgio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do triplex em Guarujá (SP). 

"Anular a sentença injusta de Moro contra Lula é imprescindível para o Estado Democrático de Direito e palavra de ordem para quem luta pela democracia. Será o marco para a Justiça brasileira: a preservação do ordenamento legal ou a liberação da judicialização política", escreveu a parlamentar no Twitter. 

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes informou essa semana que o julgamento da suspeição de Moro na condenação de Lula deve ser analisado na Segunda Turma da Corte apenas em sessões presenciais.  O julgamento só deve acontecer após a pandemia do coronavírus.

Em novembro, o decano da Corte, ministro Celso de Mello, irá aposentar-se e é dele o voto considerado decisivo no caso. 

Neste domingo (2), o ex-presidente desafiou a Globo a promover um debate entre ele e Moro ou entre Cristiano Zanin Martins, advogado de Lula, e o procurador Deltan Dallagnol.

O ex-presidente foi acusado de ter recebido um apartamento da OAS como propina, mas nunca teve a chave do imóvel. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247