Gleisi: Congresso foi cúmplice do golpe que elimina direitos

"Infelizmente, o Congresso, cenário de momentos gloriosos da política, firmou-se como avalista e cúmplice de uma ampla articulação iniciada com a derrubada de Dilma para, em seguida, entre outros objetivos, mutilar os mínimos direitos conquistados pela população mais pobre deste país", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)

gleisi
gleisi (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Em artigo publicado neste sábado, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) escreve sobre o papel do Legislativo em 2016 – ano em que o Congresso Nacional avalizou um golpe contra a democracia brasileira.

"Infelizmente, o Congresso, cenário de momentos gloriosos da política, firmou-se como avalista e cúmplice de uma ampla articulação iniciada com a derrubada de Dilma para, em seguida, entre outros objetivos, mutilar os mínimos direitos conquistados pela população mais pobre deste país. Com esse intento, foram desprezadas não só as leis mas também a própria democracia", diz ela.

"O Congresso Nacional já fez história. A promulgação da Constituição de 1988, que apontava para o Estado de bem-estar social, ampliado nos governos de Lula e Dilma, foi apenas um exemplo desse papel. Mas a lógica se inverteu. Hoje temos um Congresso que não respeita sua própria legislação e nem as leis máximas do país, atentando contra a democracia e os direitos da população", afirma.

"A ilegitimidade, a extrema fraqueza e a impressionante incapacidade de dar respostas urgentes à grave crise econômica destroem o governo. A base de sustentação de Michel Temer está ruindo. Isso fica claro, inclusive, com as articulações em curso para substituir o presidente em uma eleição indireta. Será o golpe dentro do golpe. Neste momento bastante delicado, vivemos ainda a preocupante judicialização da política, o que coloca em perigo a ordem democrática da nação. Cabe ao Congresso, nesta era de incertezas, redimir-se de seus erros e antecipar as eleições de 2018 em todos os níveis, devolvendo ao povo brasileiro o direito de traçar o seu destino."

Confira, abaixo, entrevista da senadora ao 247:

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247