Gleisi: não há justificativa para a CPMI das Fake News estar parada

"A operação da PF hoje, contra fake news q atingiram o STF, e muitas outras pessoas, está indo ao ponto! Logo chegarão ao covil dos criminosos", afirmou a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), que fez cobranças para a retomada dos trabalhos da CPMI das Fake News

(Foto: Gustavo Bezerra)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), cobrou a retomada dos trabalhos da CPMI das Fake News no Congresso Nacional, após a Polícia Federal deflagrar nesta quarta-feira (27) uma operação para desmantelar o esquema criminoso de disseminação de notícias falsas com o objetivo de favorecer Jair Bolsonaro. 

"A operação da PF hoje, contra fake news q atingiram o STF, e muitas outras pessoas, está indo ao ponto! Logo chegarão ao covil dos criminosos. Questão de tempo. Por isso ñ tem justificativa a CPMI da fake news no Congresso estar parada", escreveu a parlamentar no Twitter.

Dentre os alvos da operação estão os empresários bolsonaristas Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e Edgard Corona, fundador da Smart Fit. Também estão na mira da PF o ex-deputado federal Roberto Jefferson e o blogueiro Allan dos Santos, do site Terça-Livre. 

A corporação investiga, ainda, oito deputados bolsonaristas, como Carla Zambelli (PSL-SP). 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247