CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Gleisi quer selar acordo entre PT e PSDB sobre maioridade penal

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) vai propor, na reunião da bancada, que ocorre na próxima terça-feira (9), que o seu partido procure o PSDB para fazer um acordo sugerido pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, de alternativa à redução da maioridade penal; "Considero a proposta positiva para dar uma resposta à sociedade sem retrocesso", afirmou a petista; tucano sugere aumentar tempo máximo de internação, de três para oito anos, e criar unidades especiais para os maiores de 18 anos que continuarem internados

Imagem Thumbnail
Plenário do Senado Federal durante sessão não deliberativa ordinária. Em discurso, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Foto: Waldemir Barreto - Agência Senado (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Paraná 247 – A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) vai propor, na reunião da bancada, que ocorre na próxima terça-feira (9), que o seu partido procure o PSDB para fazer um acordo sugerido pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, de alternativa à redução da maioridade penal. É o que informa a coluna Painel.

O tucano propôs alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente para aumentar a pena para menores que cometam crimes graves, sem mexer na Constituição Federal. "Considero a proposta positiva para dar uma resposta à sociedade sem retrocesso", afirmou a petista.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Para o chefe do Executivo paulista, é preciso aumentar o tempo de internação, de três para oito anos, no caso de menores envolvidos com crimes hediondos, e criar unidades especiais para os maiores de 18 anos que continuarem internados – assim, eles estariam segregados dos menores.

"Eu não sou contra esse debate da redução da maioridade penal", afirmou Alckmin, na semana passada, ao Globo. "Eu acredito que, se o jovem pode votar aos 16 anos, ele também pode responder por seus atos. Mas não acho razoável colocá-lo em uma unidade prisional", acrescentou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO