Gleisi vai a China em busca de investidores

Ministra-chefe da Casa Civil viaja a convite do do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang com foco nas concessões de ferrovias federais. Programa prevê atrair R$ 240 bilhões em infraestrutura. "Vai surpreender os pessimistas, porque não só as grandes empresas vão participar"

Ministra-chefe da Casa Civil viaja a convite do do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang com foco nas concessões de ferrovias federais. Programa prevê atrair R$ 240 bilhões em infraestrutura. "Vai surpreender os pessimistas, porque não só as grandes empresas vão participar"
Ministra-chefe da Casa Civil viaja a convite do do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang com foco nas concessões de ferrovias federais. Programa prevê atrair R$ 240 bilhões em infraestrutura. "Vai surpreender os pessimistas, porque não só as grandes empresas vão participar" (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) inicia hoje uma viagem pela China para tentar atrair investidores estrangeiros ao plano de logística do governo.

Gleisi ficará no país até o dia 28, a convite do embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang.

O foco das negociações seriam os leilões de ferrovias federais. Gleisi revelou recentemente que o governo estuda mais concessões em infraestrutura. "Óbvio que não ficaremos por aqui. Não tratamos de hidrovia nem de cabotagem, que serão focos de uma segunda fase."

Haverá também mais estradas, portos e ferrovias. "A lógica é continuar a integração logística e melhorar o escoamento e a circulação de mercadorias."

Coordenadora de um programa de concessões que prevê investimentos de R$ 240 bilhões em infraestrutura, ela avalia que o primeiro leilão de rodovias, em 18 de setembro, será disputado. É a mesma expectativa do presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo. "Vai surpreender os pessimistas, porque não só as grandes empresas vão participar."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email