Governador gaúcho, do PSDB, diz que não tem arrependimento do voto em Bolsonaro

Eduardo Leite revelou, no Roda Viva, que "seria muito ruim" o voto no professor Fernando Haddad – o que mostra que muitos tucanos seguem casados com a extrema-direita

Governador Eduardo Leite
Governador Eduardo Leite (Foto: Felipe Dalla Valle/Palacio Piratini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Entrevistado pelo Roda Viva na noite de ontem, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, do PSDB, disse que não se arrepende de ter votado em Jair Bolsonaro. "Não tenho arrependimento. Naquela situação, acho que seja muito ruim naquele momento o retorno do PT, depois de tudo que tinha acontecido. O melhor para o Brasil seria não ter tido aquele segundo turno, naquelas condições, mas (foi uma) decisão absolutamente soberana do povo", disse ele.

"Triste que a nova geração de políticos já nasça mofada. 80 mil mortes depois e Gov. @EduardoLeite_ diz “não ter arrependimento” de ter votado no Bolsonaro. Triste fim PSDB, poderia ter sido bem melhor se não dormisse com a extrema direita", reagiu o advogado e professor Thiago Amparo, em suas redes sociais.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247