Greca diz que vai priorizar a saúde

O novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reafirmou que tem como prioridade melhorar os serviços de saúde da Capital; o chefe do executivo municipal anunciou que os R$ 2 milhões que, segundo ele, serão economizados com o cancelamento da Oficina de Música, garantirão a compra de 212 tipos de medicamentos para atender os postos de saúde da cidade por dois meses; Greca afirmou que um de seus primeiros objetivos é regularizar os repasses aos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde na cidade

O novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reafirmou que tem como prioridade melhorar os serviços de saúde da Capital; o chefe do executivo municipal anunciou que os R$ 2 milhões que, segundo ele, serão economizados com o cancelamento da Oficina de Música, garantirão a compra de 212 tipos de medicamentos para atender os postos de saúde da cidade por dois meses; Greca afirmou que um de seus primeiros objetivos é regularizar os repasses aos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde na cidade
O novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reafirmou que tem como prioridade melhorar os serviços de saúde da Capital; o chefe do executivo municipal anunciou que os R$ 2 milhões que, segundo ele, serão economizados com o cancelamento da Oficina de Música, garantirão a compra de 212 tipos de medicamentos para atender os postos de saúde da cidade por dois meses; Greca afirmou que um de seus primeiros objetivos é regularizar os repasses aos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde na cidade (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - O novo prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reafirmou neste domingo (1), que tem como prioridade melhorar os serviços de saúde da Capital. O chefe do executivo municipal anunciou que os R$ 2 milhões que, segundo ele, serão economizados com o cancelamento da Oficina de Música, garantirão a compra de 212 tipos de medicamentos para atender os postos de saúde da cidade por dois meses. Greca afirmou que um de seus primeiros objetivos é regularizar os repasses aos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde na cidade.

“A primeira atitude será um grande ato de avanço na saúde. Vamos trazer suprimentos para a farmácia popular ao mesmo tempo em que garantiremos um acordo para o pagamento de todos os hospitais. Ainda vamos materializar 200 leitos de retaguarda nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs). Então a primeira ação é muito dinheiro na saúde”, disse.

Greca agradeceu aos sete partidos que apoiaram sua eleição pela compreensão para a necessidade de “austeridade”. O prefeito eleito reduziu o número de secretarias de 23 para 12, e os cargos comissionados em 40%. De acordo com ele, os secretários escolhidos para sua equipe estarão “comprometidos com o ajuste fiscal”.

O prefeito confirmou a intenção de reintegrar o transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana com o apoio do governo estadual. “Vamos tirar Curitiba do buraco e os buracos do caminho de Curitiba”, prometeu.

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247