Interrogatório de Lula a Moro termina após 2 horas e 10 minutos

O interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro terminou nesta tarde, por volta de 16h20, depois de 2 horas e 10 minutos, na sede da Justiça Federal, em Curitiba; a acusação é sobre um suposto pagamento de propina por parte da construtora Odebrecht; na chegada à sede da Justiça Federal, Lula foi recebido aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro", o ex-presidente cumprimentou apoiadores, ao lado de líderes petistas como a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT; por volta das 18h está previsto um ato político com a presença de Lula na Praça Generoso Marques, no centro da capital paranaense

O interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro terminou nesta tarde, por volta de 16h20, depois de 2 horas e 10 minutos, na sede da Justiça Federal, em Curitiba; a acusação é sobre um suposto pagamento de propina por parte da construtora Odebrecht; na chegada à sede da Justiça Federal, Lula foi recebido aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro", o ex-presidente cumprimentou apoiadores, ao lado de líderes petistas como a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT; por volta das 18h está previsto um ato político com a presença de Lula na Praça Generoso Marques, no centro da capital paranaense
O interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro terminou nesta tarde, por volta de 16h20, depois de 2 horas e 10 minutos, na sede da Justiça Federal, em Curitiba; a acusação é sobre um suposto pagamento de propina por parte da construtora Odebrecht; na chegada à sede da Justiça Federal, Lula foi recebido aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro", o ex-presidente cumprimentou apoiadores, ao lado de líderes petistas como a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT; por volta das 18h está previsto um ato político com a presença de Lula na Praça Generoso Marques, no centro da capital paranaense (Foto: Paulo Emílio)

Paraná 247 - O interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro terminou nesta tarde, por volta de 16h20, depois de 2 horas e 10 minutos, na sede da Justiça Federal, em Curitiba.

A acusação é sobre um suposto pagamento de propina por parte da construtora Odebrecht. Segundo a denúncia, a empresa comprou um terreno para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula. A empreiteira também teria comprado um apartamento vizinho ao que o ex-presidente mora, em São Bernardo do Campo.

Leia reportagem anterior do Paraná 247 sobre o assunto:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou há pouco à sede da Justiça Federal em Curitiba, onde prestará depoimento ao juiz Sérgio Moro; aos gritos de "Lula guerreiro do povo brasileiro", o ex-presidente cumprimentou apoiadores, ao lado de líderes petistas como a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

Lula chegou a Curitiba na noite desta terça-feira (12), onde passou anoite na residência de um amigo, para prestar o seu segundo depoimento ao juiz Sergio Moro no processo que apura se ele recebeu vantagens indevidas da construtora Odebrecht.

Em função do novo depoimento de Lula, movimentos sociais e sindicais promovem um ato de apoio ao ex-presidente às 15h, na Praça Generoso Marques, no centro da capital paranaense e que deverá contar com a participação de pelo menos 2,5 mil pessoas, segundo estimativas da Frente Brasil Popular.

Além disso, a segunda "Jornada de Luta pela Democracia" terá mais dois eventos: uma aula pública sobre os métodos utilizados pela Operação Lava Jato e o lançamento do livro Comentários a Uma Sentença Anunciada: O Processo Lula. Por volta das 18h está previsto um ato político com a presença de Lula.

Assista à chegada de Lula para prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro: 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247