João Santana e Mônica Moura pedem absolvição a Moro

Os marqueteiros João Santana e Mônica Moura pediram ao juiz federal Sérgio Moro para serem absolvidos do crime de corrupção passiva por envolvimento no caixa 2 de campanhas petistas; a defesa admitiu a culpa dos dois no esquema de lavagem de dinheiro por meio de depósitos em contas secretas no exterior, mas alegaram que, em vez de “beneficiados pela corrupção”, eles foram “prejudicados” por ela

Joao Santana, Brazilian President Dilma Rousseff's campaign chief, is escorted by federal police officers as he leaves the Institute of Forensic Science in Curitiba, Brazil, February 23, 2016. REUTERS/Rodolfo Buhrer TPX IMAGES OF THE DAY
Joao Santana, Brazilian President Dilma Rousseff's campaign chief, is escorted by federal police officers as he leaves the Institute of Forensic Science in Curitiba, Brazil, February 23, 2016. REUTERS/Rodolfo Buhrer TPX IMAGES OF THE DAY (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - Os marqueteiros João Santana e Mônica Moura pediram ao juiz federal Sérgio Moro para serem absolvidos do crime de corrupção passiva por envolvimento no caixa 2 de campanhas petistas. O magistrado deve concluir na próxima semana o julgamento do processo referente ao casal. De acordo com as acusações, propinas desviada da Petrobras foram usadas para pagar o casal por serviços prestados ao PT.

A defesa admitiu a culpa dos dois no esquema de lavagem de dinheiro por meio de depósitos em contas secretas no exterior, mas alegaram que, em vez de “beneficiados pela corrupção”, eles foram “prejudicados” por ela. A informação foi publicada na coluna Expresso.

“De forma inadvertida e traiçoeira, foram envolvidos em uma estrutura gigantesca e pavorosa (...). O pagamento que receberam, e que remunerou seus talentos e de centenas de profissionais de sua equipe, transformou-se na destruição de suas carreiras”, sustenta a defesa dos publicitários. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247