CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Leite nega GLO no RS e deve convocar mil policiais da reserva

"É uma prioridade a segurança nos abrigos e não permitir nenhum espaço para que pessoas mal-intencionadas", afirmou o governador

Imagem Thumbnail
Eduardo Leite (Foto: Maurício Tonetto/Secom)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (10) que irá recontratar policiais que foram para a reserva nos últimos dez anos. Segundo o governador, a medida visa garantir a segurança nos abrigos do estado, que acolhem pessoas desalojadas pelas chuvas que atingiram o RS na última semana.

"É uma prioridade a segurança nos abrigos e não permitir nenhum espaço para que pessoas mal-intencionadas que atuam nesses locais tragam ainda mais transtornos para as vítimas dessa tragédia", disse durante entrevista a jornalistas. No total, Leite autorizou o chamamento de mil integrantes da reserva da Brigada Militar e 260 aposentados da Polícia Civil para reforçar o efetivo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com o governador, pelo menos 500 abrigos foram estabelecidos desde o início da crise climática. Neste período, a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul afirmou que 54 pessoas já foram presas. Dessas, 11 são suspeitas de terem cometido crimes dentro dos abrigos, incluindo crimes sexuais. 

Leite ainda negou a possibilidade de aplicação da Garantia da Lei e Ordem (GLO), medida que permite o uso de militares de Exército, Marinha e Aeronáutica na segurança pública. (Com informações da Folha).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO