Leonel Radde critica política armamentista de Bolsonaro após assassinato de prefeito no RS

O vereador pelo PT de Porto Alegre destacou também que outra pessoa ficou ferida após tiros disparados contra o prefeito de Lajeado do Bugre (RS), Roberto Maciel Santos (PP)

www.brasil247.com - Leonel Radde (de terno) e Roberto Maciel
Leonel Radde (de terno) e Roberto Maciel (Foto: Cristina Beck/CMPA | Reprodução/Facebook)


247 - O vereador de Porto Alegre (RS) Leonel Radde, eleito deputado estadual no dia 2 de outubro, criticou nesta quinta-feira (24) a política armamentista do governo Jair Bolsonaro após o assassinato do prefeito de Lajeado do Bugre (RS), Roberto Maciel Santos (PP).

"Um servidor municipal também foi ferido e conduzido ao hospital. Esse é o resultado da política armamentista do governo Bolsonaro!", disse o parlamentar no Twitter. 

>>> Washington Post: Donald Trump, Steve Bannon e aliados aconselharam Bolsonaro a questionar eleições

O número de armas registradas por caçadores, atiradores e colecionadores, que compõem o grupo de CACs, quase triplicou desde dezembro de 2018 e ultrapassou a marca de 1 milhão em julho de 2022. Os dados foram divulgados pelos institutos Igarapé e Sou da Paz.

De acordo com a pesquisa, o acervo de armamentos registrados no Sistema Nacional de Armas da Polícia Federal (Sinarm/PF), em posse dos CACs no Brasil aumentou de 350.683 para 1.006.725, entre dezembro de 2018 e julho deste ano, alta de 287%

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247