CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Marido da vice pede ‘bomba’ nos professores, diz blog

O deputado federal Ricardo Barros (PP), marido da vice-governadora Cida Borghetti (PROS) e pai da deputada estadual Maria Victória (PP), propôs a retirada do projeto que concede 3,45% de reajuste aos funcionários do executivo, segundo informou uma fonte em reserva; a ideia de Barros seria forçar a oposição a retirar as emendas que garantem a reposição de 8,17% ainda este ano, punir severamente todos os que participaram de greve, e dar "zero" de reajuste ao funcionalismo público

Imagem Thumbnail
O deputado federal Ricardo Barros (PP), marido da vice-governadora Cida Borghetti (PROS) e pai da deputada estadual Maria Victória (PP), propôs a retirada do projeto que concede 3,45% de reajuste aos funcionários do executivo, segundo informou uma fonte em reserva; a ideia de Barros seria forçar a oposição a retirar as emendas que garantem a reposição de 8,17% ainda este ano, punir severamente todos os que participaram de greve, e dar "zero" de reajuste ao funcionalismo público (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Blog do Esmael - O deputado federal Ricardo Barros (PP), marido da vice-governadora Cida Borghetti (PROS) e pai da deputada estadual Maria Victória (PP), trabalha nos bastidores para ferrar os professores da educação básica e do ensino superior do Paraná.

Garganta Profunda de Londrina, informante do Blog do Esmael na antessalada do governador Beto Richa (PSDB), no 3º andar do Palácio Iguaçu, conta com exclusividade que marido da vice propôs a retirada do projeto que concede 3,45% de reajuste aos funcionários do executivo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A ideia de Barros seria forçar a oposição a retirar as emendas que garantem a reposição de 8,17% ainda este ano, punir severamente todos os que participaram de greve, e dar “zero” de reajuste ao funcionalismo público.

Segundo o Garganta Profunda de Londrina, o maringaense Ricardo Barros argumenta que o governo do estado vai gastar R$ 5 bi com salário de professores e servidores, que ainda continuarão contra; ele, o marido da vice, defende que esses recursos sejam utilizados em obras, como a duplicação de rodovias federais via PPP (Parceria Pública Privada).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Barros é chefe político do clã que envolve a mulher vice, a filha deputada e o irmão, Silvio Barros II (PHS), secretário de Estado do Planejamento. “Leitão Vesgo”, como é conhecido, é quem dá as ordens para seu pequeno exército; ele trabalha pela radicalização para que o governador Beto Richa seja cassado ou sofra impeachment. A esposa do deputado, Cida Borghetti, já entrou em aquecimento faz tempo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO