Menina que foi estuprada em SC consegue fazer aborto, diz MPF

O Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago, em Florianópolis, recebeu a recomendação do MPF para realizar o procedimento na criança na quarta-feira

www.brasil247.com - Joana Ribeiro Zimmer
Joana Ribeiro Zimmer (Foto: Reprodução)


247 - O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta quinta-feira, 23, que a menina de 11 anos que foi induzida a não abortar pela juíza de Santa Catarina Joana Ribeiro Zimmer realizou o procedimento. Segundo a assessoria de imprensa, o aborto foi realizado na quarta-feira, 22. A reportagem é do Diário Catarinense

>>> MPF recomenda que hospital de SC realize aborto em menina de 11 anos que foi estuprada

O Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago, em Florianópolis, recebeu a recomendação do MPF para realizar o procedimento na criança ainda na quarta-feira, nos casos permitidos pela lei, independentemente de autorização judicial, idade gestacional ou tamanho do feto. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O MPF argumenta que a instituição deve garantir "a pacientes que procurem o serviço de saúde a realização de procedimentos de interrupção da gestação nas hipóteses de aborto legal".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta quinta, em comunicado, o MPF informou que o hospital "comunicou à Procuradoria da República, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email